quinta-feira, 10 de maio de 2007

Aborto liberado, sim!

Eu esqueço de divulgar meu blog até às pessoas conhecidas. Consequentemente, ninguém lê. Err.
Mas eu escrevo para mim, não para os curiosos de plantão, então pronto.


Eu juro que ainda faço uma ONG contra o preconceito as mulheres que abortam.
Porque ONG's a favor do aborto já tem muitas.
A primeira idéia que o aborto passa é "matar uma vida". E todo mundo cai nessa sem até mesmo pesquisar e defende com unhas e dentes que aborto é errado. Porra, vai se informar um pouco! Há pessoas que comem vaca, um animal já racional e que sente dores, mas são contra a morte de um feto que com dois meses de vida nem sistema nervoso formado tem.
Deixar um bebê nascer pra viver na miséria é dar murro em ponta de faca.
Ser contra o aborto por causa de religião, tudo bem, seja! Mas não interfira na opinião de quem apóia a liberação, de quem apóia a liberdade de escolha.
Com o aborto liberado o crime diminui (já comprovado) e o mais importante: menos miséria.
Ser a favor da LIBERAÇÃO do aborto, mas isso não quer dizer que gosto disso.
Com o aborto liberado, as mulheres não enfiariam uma agulha de crochê no útero, muito menos procuraria clínicas clandestinas (que são um nojo) para abortar.
E com a liberdade de escolha, podem pedir a opinião da família para o que é melhor para ela, onde muitas vezes evita-se o aborto. :)
Se já foi liberado ou não, o que importa? O preconceito das pessoas quanto a isso existe, e o próprio profissional age com preconceito para com a mulher.
As pessoas precisam de uma coisa que se chama EVOLUÇÃO e respeito à opinião alheia.

Só pra constar: sou a favor da vida, sim! E principalmente contra a miséria e sofrimento.



Odeio minha professora de português porque ela vive influenciando as pessoas da minha sala de que o aborto é uma coisa horrível (ela é da comissão de frente da igreja católica). Já conversei muitas vezes com ela a respeito disso, e sempre discutimos; só sabe impor a opinião dela e que se foda os outros.


Não vou escrever mais, porque se for pra eu falar tudo o que acho sobre o aborto vou escrever linhas e linhas, então deixa pra lá.

Estou morrendo de sono.

10 comentários:

André disse...

Minha opinião difere da sua, mas o texto foi bem argumentado. Acho que vou escrever um artigo sobre o aborto também.

André disse...

Minha opinião sobre esse tipo de assunto é muito obscura, Jac.

Top 5 disse...

"No ano de 2006, o SUS realizou 2 mil abortos legais. O número de mulheres que foram ao serviço público para se submeter a raspagens de útero - um procedimento conhecido como curetagem, necessário depois de abortos - chegou a 220 mil"
Revista Época (16/04/2007).

Legalizar outras formas de aborto vai ser só tornar legal o que já é feito em muitos lugares, mas sem o acompanhamento médico necessário.

Apesar das frequentes investidas dos religiosos, o aborto muitas vezes é a solução pra inúmeros problemas em nossa sociedade.

Aos meus amigos/conhecidos religiosos, digo: se você não é a favor do aborto, não faça, mas não impeça os outros de fazerem.

Anônimo disse...

Eu respeito totalmente a sua opinião,mas eu acho que nunca se compara um animal com um ser humano indefeso!E se eu fosse você eu agradeceria por estar viva e nao ter sido abortada.Você deveria se informar um pouco mais sobre esse assunto pois pra voce saber o aborto nos lugares que foi liberado o país ja esta sofrendo serios problemas na sua economia. E OUTRA QUEM NAO QUER NAO FAZ.(:

Anônimo disse...

Eu nao concordo com sua opiniao... se vc pensa assim e pq vc e uma DESOCUPADA que num tem nada pra fazer.
primeiro cresce e vai aprender o que siginifica aborto pra depois vc julgar.
pensa bem nisso porque nao aconteceu com vc mais amanha ou depois pode acontecer isso com seu filho(a).
A errada aqui e vc porque pra vc julgar os outro primeiro vc tem que se olhar no espelho e pensar o que pode acontecer com vc amanha...
Tomara que isso tenha mudado sua opiniao , e pelomenos isso que eu escrevi fassa com que vc tenha opiniao propria e nao fique que nem um bando de desocupados que nem vc que num tem nada pra fazer....

Anônimo disse...

VAI SE FUDER SUA SAFADA!!!!!!!!!!

VC NEM DEVIA TER NASCIDO.... _/_

Alan disse...

gostaria de parabenizar nossa amiga pela sua opinião, nota-se que ela é uma é exelente pessoa, de caráter inquestionável, pois com um palavreado desses convenceria até a última pessoa do mundo que aborto é uma coisa boa. Gente, quem sou eu para apontar defeitos, mas primeiramente, para se defender sua idéia, seu ponto de vista é essencial que se tenha compostura e argumentos para defender seus ideais.
Nós, Católicos Apostólicos Romanos, temos nossa opnião independende do que Papa ou bispo ou qualquer outro menbro da igreja diga, pois nós (que somos praticantes) seguimos o que diz a Bíblia. Quem lê a Bíblia sabe que a posição que a Igreja Católica toma é a indicada por Deus, Mas independente de religião ou não, estamos falando de uma vida. Não devemos cometer uma erro, como estupro ou seja lá qual for o mitovo, com a destruição de uma vida.

Anônimo disse...

SOU COMPLETAMENTE A FAVOR DO ABORTO!!!...é um absurdo que em pleno seculo XXI a mulher ainda não tenha adquirido esse direito no Brasil!!!....é muito poético, muito bonitinho as pessoas vestirem a camisa de ser contra o aborto...mas afinal, essas pessoas vão criar o seu filho?..vão educar?...vão alimentar?....NÃO!!! Essas mesmas pessoas são as que viram a cara para os problemas sociais de nosso País!...que ao ver um menino de rua, entorta a face não se sentindo parte daquela realidade!!!....me poupem!....poderíamos ter maior controle de natalidade e, consequentemente, da grande violência social que vivenciamos com o simples fato de permitir o aborto!!!....Pensem comigo: as pessoas são contra matar o feto, mas são a favor matar o cidadão depois que ele cresce e vira um marginal!...e entra na sua casa, estupra sua familia, leva a sua dignidade...nesse momento vem a ira!....Não quero dizer que todas as pessoas viram marginais não, mas com certeza poderíamos ter bem menos problemas sociais caso o aborto fosse liberado!!!....Fiquei grávida aos 18 anos, hoje tenho uma filha linda de 16 anos, porém, minha vida virou de ponta a cabeça, não tive as mesmas oportunidades de vida que uma garota sem filhos teve. Consequentemente, minha vida foi mais difícil, e é até hoje!...o pai...kkkkkkk...nunca apareceu nem pra falar OI! Entrei na justiça, mas nada adiantou, pois nao achavam o camarada...até o momento que desisti de que ele assumisse a paternidade de minha filha. Fiquei grávida mais uma vez, fruto de um estupro, e ABORTEI sem dor nenhuma na minha consciencia, graças a Deus eu tinha dinheiro para pagar uma boa clinica particular e não ter que tomar remédios e colocar a minha vida em risco. E digo mais uma coisa, ABORTAREI quantas vezes eu achar necessário, afinal, SOU DONA DE MEU CORPO e responsável pelo caminho que minha vida terá!....pois no final das contas, só sobra a mulher, a mãe, para cuidar de seus filhos....e esse BANDO DE BABACAS QUE ESCREVERAM OS COMENTÁRIOS NESSA PÁGINA, deveriam ter VERGONHA de si mesmos!...pois são vocês que na maioria das vezes nos auxiliam a gerar filhos, mas na hora de ASSUMIR a responsabilidade...somem!...BANDO DE MERDAS!!!

Anônimo disse...

Boa tarde! é lamentável que sua opinião quanto ao aborto foi construída mediante a tantas más prerrogativas, porém a necessidade de argumentação do assunto, evidente ao postar o tema, expõe a repercução psicológica causa em sua vida. Não se trata a problemática dos abortos clandestinos simplesmente com a legalização do ato, a origem de todos os problemas citado em seu texto resume-se a um bom sistema de educação incentivando a prática sexual em seu devido tempo, inibindo jovens a iniciarem sua vida sexual precariamente e um bom sistema de segurança pública inibindo estrupos e tratando com punições severas, e as vítimas apoio financeiro, psicológico ou ainda acatar as crianças nascida fruto de uma gravidez indesejada para amparo e o cuidado devido do estado. Essa é a maneira correta, todos sabemos que o estado infelizmente se omitem, assim sendo, não existe solução de um erro com outro erro. Sou evangélico meus pensamentos são pautados em uma visão crítica e construtiva de uma sociedade falida pelos erros mas que encontra sua restauração na palavra da verdadeira vida que é a palavra de Deus (Bíblia). Leia a Bíblia. Grande abraço que
Deus nos instrua e nos abençoe.

Juliana Oliveira disse...

Sou super a favor do aborto. acho muita hipocrisia das pessoas dizer que isso é um horror sendo que horrores piores existem em decorrencia da miseria e da falta de estrutura familiar. será que a igreja tão pura e tão cheia de padres pedófilos, quer sustentar os filhos de familias miseraveis? acho que não. tenho mais pena de animais que sao sacrificados por minuto, do que de um monte de celulas que não sentem nada.